set

A importância da musculação em todas as fases da vida

By: megfitness Comments 0

É inegável a importância e necessidade da musculação bem aplicada às diferentes atividades esportivas. Em qualquer fase de nossas vidas, desde a adolescência é com o objetivo de aumento do tônus muscular, aumento da massa magra, obtenção de resistência e força muscular é até a terceira idade é com o intuito de não perder massa magra, mas também não haver o decréscimo das fibras de contração rápida (fibras do tipo IIb, força muscular, fibras brancas).

Ao pensarmos nos atletas de qualquer modalidade esportiva, reconhecemos o valor dos exercícios resistivos (exercício com peso) no aprimoramento de seu desempenho, tanto na resistência, força, explosão e tônus muscular.

O músculo é o motor do corpo. Move os atletas e, se estiverem bem treinados, fortes e resistentes; se movem melhor e por mais tempo.

Quanto mais bem treinada a pessoa, maior quantidade de glicogênio  dentro do músculo é preciso, bem como de gordura (lipídeos) e maior quantidade de enzimas e mitocândrias intracelulares, assim sendo melhor condicionamento físico e maior adaptabilidade do atleta ao esforço ísico (ou seja, o atleta entra mais rápido e confortável ao ritmo do treino ou prova).

O ideal é trabalhar o corpo inteiro do atleta, mas tambêm dar énfase ? necessidade muscular de cada esporte. A maioria dos esportes tem particularidades com relação aos grupos musculares mais exigidos em sua prá?tica. Estes grupos devem receber atenção especial. Por exemplo: para os corredores, trabalhar com énfase nos grupos musculares das coxas, glúteos, lombares, abdome e panturrilhas, mas também não esquecer dos membros superiores.

Depois de analisar os movimentos, músculos e articulações mais solicitadas em certa modalidade esportiva, dever é ser montado um programa de exercícios que mais se assemelha e que influencia nos movimentos executados nos referidos esportes. Como exemplo vamos citar os triatletas, nos quais demandam uma série de exercícios aos grupos musculares.

Os triatletas devem trabalhar todo o corpo dando énfase nas costas, braços, ombros e abdômen, seguidos de uma série intensa dos membros inferiores.

O treinamento de musculação deve ser realizado com maior intensidade e frequência longe das temporadas de competições importantes. Ao se aproximarem as competições, o volume e a intensidade do treinamento tem que ser reduzido recomendando-se apenas um programa de manutenção, com cargas menores e poucas séries.

Grande parte dos atletas se estressa por excesso de treinamento em época de competições.

Se forem acrescentados treinamentos exaustivos com peso, os atletas provavelmente terão a sua performance ameaçada pelo overtraining.

Já, se for feito um programa específico, levando em conta o nível de condicionamento dos atletas e as suas necessidades de acordo com o esporte que praticam, terão, sem dúvida, melhora no seu desempenho. Por isso, é muito importante ter o acompanhamento de um bom profissional, que tenha experiência e conhecimento sobre as atividades e intensidades as quais estão submetendo os seus atletas.

Quando treinar com peso?
Preferencialmente nos dias em que não houver treinamentos específicos da modalidade que o atleta participa. Caso não seja possível, fazer a musculação horas antes ou depois do seu treinamento, pois após um esforço intenso de musculação, os mú?sculos estarão estressados e com microrrupturas associado ao baixo nível de glicogênio intramuscular, dificultando tarefas que exijam grande flexibilidade, velocidade e amplitude de movimento, voltando ao normal após uma ou duas horas.

O alongamento e relaxamento podem ajudar no “descongestionamento” dos músculos e devem ser realizados.

Além deste trabalho de musculação, o atleta deve ser submetido ao treinamento de flexibilidade e atividades aeróbias diferenciadas para melhoria do seu condicionamento físico e superação de dificuldades e deficiências musculares gerais ou específicas.

Fonte: Sua Corrida (http://www.suacorrida.com.br/blog/a-importancia-da-musculacao-em-todas-as-fases-da-vida/)

Comments (No Responses )

No comments yet.

Deixe uma resposta